• Contato: (11) 4994.5030

  • Funcionamento: Horário Especial Seg-Sáb: 08h - 21h

Blog

Em nossa sociedade, podemos afirmar que a prevenção ainda está muito longe de ser valorizada devidamente. Tomar medidas preventivas adequadas para a manutenção da saúde, da casa, do carro e de muitos outros aspectos de nossas vidas parece ser algo praticamente inalcançável. Consideramos politicamente corretas as pessoas que obedecem às leis de trânsito, possuem seguro de vida e do carro, se alimentam bem e vão ao médico regularmente e que seguem recomendações de especialistas em um ou outro assunto. Invariavelmente, essas pessoas costumam se sair muito bem diante de problemas e imprevistos.

A prevenção pode ser um estilo de vida. O cuidado diário de um automóvel permite a sua conservação material e, consequentemente, do seu valor. Um proprietário que faz as revisões do veículo periodicamente, possui uma garagem coberta, utiliza combustível de boa procedência, troca o óleo, o filtro de óleo e de ar de acordo com as recomendações do seu fabricante e mantém os pneus sempre calibrados dificilmente terá dores de cabeça. Por outro lado, quem não dá a devida atenção para o veículo, poderá ser pego de surpresa quando os sintomas de problemas começarem a aparecer. Afinal, tudo se resume à seguinte questão: você prefere arriscar ou garantir que nada de errado aconteça? Infelizmente, a maioria das pessoas prefere arriscar. E é exatamente aí que os problemas começam.

Arriscar custa caro – aposte na prevenção
Há situações nas quais o check up automotivo torna-se imprescindível para garantir a sua segurança e da sua família. Se pretende sair de férias, por exemplo, ou pegar a estrada em um trajeto mais longo, a melhor recomendação é levar o automóvel para que seja feito o seu diagnóstico. Atualmente, temos o diagnóstico eletrônico, no qual em questão de minutos uma infinidade de problemas podem ser identificados rapidamente. Um exame visual e uma checagem de rotina podem eliminar a chance de que algum componente essencial para a segurança do veículo falhe de forma repentina. O check up automotivo não se trata de uma lista de itens que você vai ter que trocar, mas sim de um exame preciso. É como se você fosse ao médico para garantir que a sua saúde vai bem e que não há nenhum problema que vá te pegar desprevenido.

Não espere os sintomas aparecerem
No caso do veículo, quando o proprietário só resolve levá-lo à oficina com o aparecimento de sintomas (o que é bastante comum) é porque algum componente já está problemático ou desgastado e certamente haverá prejuízos financeiros, sem mencionar a possibilidade de que outras partes do carro tenham sido também prejudicadas. Ao esperar que os sintomas apareçam, o proprietário se coloca em uma situação na qual não há o que fazer senão consertar o problema, por mais que custe caro.
Assim, é extremamente recomendável fazer periodicamente o check up automotivo. Do mesmo modo, é válido que o proprietário tenha os cuidados diários indicados pelo fabricante. É a melhor forma de conservar o valor de revenda do veículo, bem como rodar em uma máquina cuja mecânica é saudável e segura!

Voltar

Notícias Relacionadas

 
5 dicas para preservar os amortecedores do seu veículo

Nem todo mundo sabe, mas fazer a manutenção da suspensão do carro é uma questão de segurança. Os amortecedores, por exemplo, que fazem parte desse sistema, podem ser vistos por alguns apenas como um item mecânico, mas o caso não é tão simples assim. 

Direção Elétrica ou Hidráulica? Qual a diferença entre elas?

Há algumas décadas os motoristas já não sofrem mais com o peso do veículo quando estão realizando uma baliza, por conta da invenção da direção hidráulica nos veículos, que torna a manobra mais leve. 

Dicas para cuidar da parte interna do seu veículo.

É comprovado que o brasileiro é apaixonado por carro e quando o assunto é cuidado com o seu “bebê” o assunto é serio. Tanto por questão de saúde do condutor, estética e revenda, manter seu carro sempre limpo e organizado é sempre excelente.